Depoimentos

O Colégio Novo Tempo possui um pouco de cada aluno que já passou pelas suas unidades! Eles levaram mundo afora o que aprenderam conosco, principalmente no que diz respeito à importância dos valores e a nossa filosofia. Orgulhamo-nos profundamente de cada conquista!

São muitas histórias ao longo desses anos, e continuar marcando presença na vida de quem já fez parte da nossa história também oferece um apoio à linha educacional adotada pelo Novo Tempo.

Continue fazendo parte de nosso time. Entre em contato conosco!

Confira algumas histórias!

Depoimento de Maria Eugênia Fontes Soares

Maria Eugênia Fontes Soares

Maria Eugênia Fontes Soares, 20 anos, atualmente estuda Design na Unimonte e gentilmente aceitou participar desta entrevista para a sessão “Ex-alunos” do Colégio Novo Tempo. Confira!

Laços afetivos

Formar uma verdadeira família! Esse é o lema que carregamos ao longo desses anos, por isso, priorizamos o acolhimento, a valorização do ambiente escolar, o fortalecimento dos laços. Para Maria Eugênia, a passagem pelo Colégio Novo Tempo foi inesquecível em inúmeros aspectos. “Estudei aqui por oito anos. Adorava as atividades que envolviam o Produto Final e lembro de uma vez que dormimos na escola para finalizar um trabalho. Estava tão legal que ninguém queria ir embora, comemos pizza e foi bastante divertido”, diz.

É um grande prazer saber o quanto fomos importantes! O reconhecimento e o carinho de todos os alunos, ex-alunos e suas respectivas famílias nos faz a cada dia buscar o que há melhor em excelência e conhecimento.

Mensagem

Muitos colaboradores marcaram a vida da estudante, e uma de nossas preocupações é manter a equipe sempre preparada para os novos desafios. Para ela, os professores foram inesquecíveis e eram muitos, então seria injusto citar apenas alguns. Porém, o recadinho especial vai para as diretoras Regina e Rita: “Vocês foram mais do que diretoras, eram amigas e sempre trataram minha família com maior atenção e carinho”, finaliza.

Depoimento de Gabriela Cremonez

Gabriela Cremonez

Pode até parecer uma ideia descabida, principalmente para quem ainda tem muitos anos escolares pela frente. No entanto, em diversas situações, só valorizamos algo quando sentimos falta, ainda mais se o período é marcado por inúmeras descobertas e conquistas, seja na tenra infância, adolescência ou vida adulta.

É gratificante saber que deixamos saudades, principalmente porque temos uma equipe que trabalha incansavelmente, todos os dias, para oferecer um ensino de qualidade e com comprometimento. E trata-se de um trabalho que faz mais do que se propõe: compomos histórias de vida, ensinando muitas vezes lições que não estão nos livros.

O colégio é muito mais do que ensinar e aprender. É conviver. Respeitar. É preparar para o mundo. Um mundo que pode estar aquém da tarefa, e se tornar um lar. E durante 13 anos (1994 a 2007), o Colégio Novo Tempo foi a segunda casa de Gabriela Cremonez Ferraz. Hoje casada e trabalhando em um hospital em São Paulo, a ex-aluna que é formada em nutrição, relata que o período que passou conosco é marcado por inúmeras lembranças, e de aprendizados que até hoje compartilha em sua vida.  “Tenho muitas lembranças, mas em especial a forma como o Novo Tempo e toda equipe conseguem criar laços com os alunos e também com os familiares”, diz a ex-aluna.

Ela também garante que as boas lembranças não se resumem apenas aos colegas. “Os valores que são passados no Colégio é algo que levo comigo e pratico sempre. Por isso aproveitem ao máximo cada instante do ensino diferenciado que o Novo Tempo proporciona”, destaca.

Mas olha, não é só a escola que deixa saudade, não. Apesar de convivermos com milhares de jovens nesses 24 anos, garantimos que cada aluno nos marca de alguma forma diferente e especial.

O dicionário resume a palavra saudade como “prazeres e emoções experimentadas e já passadas, consideradas bens positivos e desejáveis”. Ouvir a voz do ex-aluno e deparar-se com declarações deste tipo é motivo de orgulho, já que representa o retorno positivo de nosso trabalho (árduo), que construímos dia após dia e não tem a pretensão de jamais terminar.

Depoimento de Giuliana Prado

Giuliana Prado

Passamos parte de nossa vida na escola, nela aprendemos coisas novas e conhecemos pessoas que podem se tornar inesquecíveis. E ter saudade é muito comum, principalmente quando guardamos no peito lindas histórias e aventuras.
 Aos 21 anos, a estudante de Engenharia de Produção na FEI, Giuliana Coelho Prado, lembra com bastante saudosismo dos anos que passou por aqui e revela que são inúmeras as lembranças e memórias guardadas com carinho. “Só tenho boas recordações. Desde quando era Passatempo, na primeira casa, guardo comigo os colegas, professores, atividades, festas juninas, aulas de natação, sapateado, dia das mães e dos pais. Lembro-me de um dia em que fecharam a Rua Benjamin Constant com vários brinquedos e atividades para todos os alunos”, recorda com nostalgia a futura engenheira.

Para ela, os anos que passou conosco foram valiosos, pois apesar de o tempo ter passado, também somos responsáveis pelo o que ela é hoje e conta: “Sou muito grata a todos que fizeram parte dessa fase da minha vida, e credito ao colégio parte de minha formação pessoal”.

Sem dúvida, os professores são os profissionais que aqui atuam que mais marcam a vida de um estudante, e para nós é importante sabermos que temos uma equipe empenhada e que marca com afetuosidade a vida dos estudantes.
Segundo Giuliana, muitos professores e auxiliares marcaram sua infância e alguns de maneira mais especial. “Guardo o Tio Luis (Sorriso) e outros nomes no coração. Também deixo registrado minha eterna gratidão a todos, principalmente às diretoras Regina e Rita”, finaliza.

Depoimento de Helena Bernardes Sento Sé

Helena Bernardes Sento Sé

Lembranças

Para nós é muito importante saber que para nossos alunos e seus respectivos responsáveis formamos uma verdadeira família. O acolhimento é primordial, uma vez que valoriza o ambiente escolar e fortalece os laços. “Todos os anos foram maravilhosos na escola, me sentia muito acolhida e parte de uma família. A minha melhor recordação foi da formatura do 9º ano, chorei do começo até o fim e até hoje não consigo definir se foi de felicidade por ter fechado um ciclo com pessoas tão especiais e por ter vivido momentos tão bons ou de tristeza por ter que me despedir de uma das melhores fases da minha vida”, diz Helena.

Recadinho especial

Sem dúvida, os professores marcam a vida de um estudante, e para nós é importante sabermos que há anos contamos com uma equipe engajada e feliz. “Queria mandar um recado especial para Roseli, professora de geografia e a Márcia Valéria, professora de Português. Queria agradecer todo o carinho e paciência que elas tiveram comigo desde o primeiro dia de aula. Queria mandar também um recado a todos os meus professores. Durante o tempo que estudei no Novo Tempo, consegui definir o que eu realmente queria ser. Só decidi cursar medicina porque desde o começo tive apoio de TODOS os professores e colaboradores e isso foi crucial para eu me sentir capaz”, conta a ex-aluna.